NARCÓTICOS ANÓNIMOS
Região Portuguesa

Meditação do Dia

Quarta, 22 de Outubro de 2014


Olhem quem fala
"A nossa doença é tão manhosa que pode meter-nos em situações impossíveis." Texto Básico, p. 94

Alguns de nós dizem, "A minha doença está a falar comigo." Outros dizem, "A minha cabeça não pára." Ainda outros referem-se ao "comité dentro da minha cabeça", ou a uma "vozinha que nos sussurra ao ouvido". Sejamos honestos! Sofremos de uma doença incurável que continua a afectar-nos, mesmo em recuperação. A nossa doença dá-nos informações deturpadas acerca do que se passa nas nossas vidas. Diz-nos para não olharmos para nós próprios porque o que iremos ver é demasiado assustador. Por vezes diz-nos que não somos responsáveis por nós próprios e pelas nossas acções; outras vezes, diz-nos que tudo o que está errado no mundo é por nossa culpa. A nossa doença engana-nos, conseguindo levar-nos a confiar nela. O programa de NA dá-nos outras vozes que contrariam a nossa adicção, vozes em que podemos confiar. Podemos telefonar ao nosso padrinho ou madrinha para nos ajudar a ver a realidade. Podemos ouvir a voz de um adicto a tentar ficar limpo. A solução básica é trabalhar os passos e receber a força de um Poder Superior. Isso irá ajudar-nos a atravessar aqueles momentos em que "a nossa doença nos fala".

Só por hoje: Vou ignorar a "voz" da minha adicção. Vou escutar a voz do meu programa e de um Poder superior a mim mesmo.

Deseja receber as Meditações diáriamente no seu email?

E-mail:    Subscrever   Remover  
© Só por hoje - Meditações diárias para adictos em recuperação
ISBN 1-55776-426-3 Portuguese 2/03
Associação Portuguesa de Narcóticos Anónimos
Copyright (c) 2003, NA World Services, Inc. Reprinted by permission. All rights reserved