NARCÓTICOS ANÓNIMOS
Região Portuguesa

Meditação do Dia

Sábado, 01 de Outubro de 2016


Mais do que um motivo para crescer
"Aprendemos que a dor pode ser um factor motivador em recuperação." Texto Básico, p. 35

"Dor - quem é que precisa dela!", é o que pensamos sempre que a sentimos. Não vemos qualquer propósito para a dor. Parece ser um exercício inútil de sofrimento. Se alguém nos falar de crescimento espiritual enquanto estamos em dor, o mais provável é reagirmos negativamente e afastarmo-nos, pensando que nunca encontrámos pessoa tão insensível. Mas o que é que aconteceria se os seres humanos não sentissem dor - seja ela física ou emocional? Estaríamos num mundo ideal? Certamente que não. Se não fossemos capazes de sentir dor física, não saberíamos quando limpar os olhos de poeira; não saberíamos quando parar um esforço físico; nem saberíamos quando deveríamos virar-nos enquanto dormimos. Iríamos simplesmente abusar de nós próprios por falta de um sistema natural de prevenção. O mesmo aplica-se à dor emocional. Como é que iríamos saber que as nossas vidas se haviam tornado desgovernadas se não tivéssemos estado em dor? Tal como a dor física, a dor emocional avisa-nos de quando devemos parar com algo que nos magoa. Mas a dor não é apenas um factor motivante. A dor emocional dá-nos uma base de comparação quando nos sentimos felizes. Não conseguiríamos apreciar a alegria sem conhecer a dor.

Só por hoje: Vou aceitar a dor como parte necessária da vida. Sei que, seja qual for o nível a que eu possa sentir a dor, posso também sentir alegria.

Deseja receber as Meditações diáriamente no seu email?

E-mail:    Subscrever   Remover  
© Só por hoje - Meditações diárias para adictos em recuperação
ISBN 1-55776-426-3 Portuguese 2/03
Associação Portuguesa de Narcóticos Anónimos
Copyright (c) 2003, NA World Services, Inc. Reprinted by permission. All rights reserved